Plantio

Histórico e Características

Originalmente das florestas australianas, a Macadâmia, de nome científico, Macadamia integrifolia Maid. & Bet, é uma árvore, que quando adulta, pode chegar a vinte metros de altura. Foi descoberta em meados do século XIX por McAdam, médico e naturalista.

O Instituto Agronômico de Campinas (IAC), foi o responsável pela introdução dessa espécie no Brasil, trazendo espécies do Havaí, na década de trinta e desenvolvendo tecnologicamente espécies que fossem adaptadas as condições brasileiras. As principais regiões produtoras de noz macadâmia estão em São Paulo, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Baía e Minas Gerais.

A nogueira começa a produzir seus frutos por volta de quatro anos após o plantio, chegando a idade adulta aos doze anos, onde produz, de quinze a vinte quilogramas de noz com a casca, ou como é chamada, NIS (sigla para Nut In Shell), por árvore. A produtividade varia conforme condições de manejo, características de solo e clima. Costuma-se utilizar no cálculo de retorno e viabilidade, a árvore produzindo até os cinquenta anos de idade. Entretanto há relatos de árvores produzindo normalmente até os 70 anos.  Esta árvore tem se mostrado bem adaptada a regiões com temperatura entre 23 e 25º C.

É importante notar a taxa de recuperação percentual (TR%) do fruto de macadâmia. Um quilo de noz em casca pode proporcionar normalmente, de duzentos e cinquenta até quatrocentos gramas de amêndoas de macadâmia. Portanto, normalmente tem-se uma taxa de recuperação (TR%) de 25% a 40%. Estas são, portanto, as duas maneiras de se comercializar esta noz: em casca (NIS) ou descascadas (Kernel).

Outra característica da cultura de macadâmia é o sequestro de carbono. Conforme artigo intitulado “Preliminary carbon sequestration modelling for the Australian Macadamia” de agosto de 2013, os pomares de macadâmia proporcionam uma taxa de sequestro média de cerca de 3 toneladas de
CO2e / ha / ano.

Quais são as condições para se cultivar a Macadâmia?

Solo

Pouco exigente, a macadâmia pode ser cultivada em todos os tipos de solo desde que bem drenados, com profundidade mínima de 1 m, sem presença de rochas nesta camada.

A drenagem é outro fator muito importante, pois as plantas de macadâmia não suportam solos encharcados, por este fato áreas de várzeas devem ser evitadas.

Em solos argilosos as plantas apresentam boa vegetação e vigor, produzem nozes com ótima qualidade. Em solos arenosos, as plantas crescem mais rapidamente e vegetam com mais frequência. Nestes solos aplicações frequentes de matéria orgânica favorecem em muito as plantas.

Vento

As ocorrências de ventos fortes podem ocasionar tombamento das plantas jovens, pois a mesma possui um sistema radicular superficial, faz-se necessário o uso de tutores que minimizem estes problemas. Em alguns casos é recomendado o plantio em áreas protegidas ou implantação de quebra vento.

Árvores adultas também podem sofrer danos, como quebra de galhos e tombamento de plantas. Para evitar tais problemas é necessária a realização de podas de formação, para que as plantas possuam uma melhor estrutura de sustentação.

Altitude

A altitude ideal está entre 200 e 900 metros, entretanto, o Brasil possui pomares no sul de Minas Gerais com mais de 30 anos de idade plantados acima de 1.200 metros com ótimos resultados.

Temperatura

A temperatura média ideal situa-se em 25°C regiões onde a temperatura média exceda 35o C devem ser evitadas.

No inverno requer temperaturas noturnas de 15°C a 18°C para o estímulo do florescimento. Plantas jovens (até 4 anos) não suportam geadas, com possibilidade de morte, podem ser tolerantes quando adultas.

Chuva

Precipitação na faixa de 1.250 a 3.000 mm anuais, bem distribuídos. Áreas com estiagem prolongada entre os meses de Junho a Novembro devem ser irrigadas para minimizar os riscos de perdas de produção.

Como devo plantar?

PLANEJAMENTO DA ÁREA

Este ponto é muito importante, pois dimensiona estrategicamente o pomar, abrangendo o posicionamento das linhas, formação dos talhões, densidade, variedades, conservação de solo e acessibilidade.

TOPOGRAFIA

A topografia é variável de acordo com a região e a localização da propriedade dentro do município / região. A questão é delimitadora para áreas com declives acima de 30%. O importante neste quesito é avaliar a possibilidade da mecanização, com vistas à roçagens, aplicações de herbicidas, pulverizações e até nas questões relacionadas às operações de colheita mecanizada. O processo agrícola, assim como o industrial, tem demandado dos setores produtivos, sejam quais forem, a execução de suas atividades de maneira mais mecanizada possível, pois a mão de obra tem se tornado escassa e onerosa.

DIRECIONAMENTO DAS LINHAS

O direcionamento das linhas deve obedecer alguns critérios, como posicionamento, de preferência no sentido leste-oeste, dimensões adequadas de finais de linha para facilitar a movimentação de maquinários, linhas longas para aumentar a eficiência operacional e em caso de áreas com desníveis, estas deverão ser implantadas em nível, para impedir a possibilidade de ocorrência de problemas erosivos.

DENSIDADE

A determinação da densidade é criteriosa e depende da disponibilidade de área, topografia, forma de manejo, equipamentos disponíveis, tipo de solo e variedades a serem implantadas. É um ponto que deve ser avaliado individualmente, de acordo com cada área.

Os espaçamentos podem ser de:

  • 8,5 x 4 m (294 plantas/ha)
  • 8 x 5 m (250 plantas/ha)
  • 9 x 4 m (277 plantas/ha)

VARIEDADES

A seleção das variedades é de fundamental importância para a formação de um pomar produtivo e serão determinadas de acordo com o tipo de clima, solo, densidade, topografia e forma de manejo. As variedades disponíveis para o plantio são HAES 741, HAES 816, HAES 246 e IAC 4-12B.

QUEBRA-VENTOS

 Devem ser plantados no mínimo a 12 metros da primeira linha de macadâmia de forma a facilitar o trânsito nos carreadores e diminuir a competição por nutrientes e água. A determinação das árvores para a realização do plantio do quebra-vento deve ser criteriosa

IRRIGAÇÃO

 Em regiões onde o déficit hídrico é expressivo durante certos períodos do ano, é necessário a instalação de sistemas de irrigação já a partir do primeiro ano de implantação do pomar, para garantir o vigor das mudas

INVESTIMENTOS NECESSÁRIOS

  • 1 Trator 60 a 75 CV.
  • 1 Roçadeira.
  • 1 Turboatomizador.
  • 1 Carreta.
  • 1 Tanque para aplicação de herbicida (400, 600 e/o 1.000 L).
  • 1 Sistema de Descarpelamento (Descarpelador + Mesa de seleção).
  • 1 Barracão área coberta 150 a 200 m2